quarta-feira, 9 de junho de 2010

Capítulo 21

As férias terminaram,e conseqüentemente as aulas tiveram seu início.De volta à República,juntas novamente no mesmo quarto,Aline e Vivian só lamentavam um único fato:Marise não havia voltado para a República,e aparentemente nem para a faculdade.Certamente havia mudado de período,ou até mesmo de instituição.
Mas o fato que nem Aline e nem Vivian aceitavam era que a amiga não havia avisado nada sobre sua ausência a elas.
Era quarta-feira.No horário do intervalo,Aline e Rick se sentaram juntos à mesa do refeitório para lancharem.
Naquele dia Aline achou que Rick parecia distraído,e até preocupado.Não gostava muito de perguntar o que estava havendo quando percebia alguém preocupado,preferia que a própria pessoa se manifestasse,mas naquele caso era diferente,tratava-se de seu namorado.
Como Rick não se manifestou,a garota achou por bem ela mesma se manifestar.
-Rick,você tá com algum problema?
-Mais ou menos...-ele respondeu,remexendo com o canudo dentro do milk shake.
Aline afastou uma mecha de cabelo que atrapalhava sua visão e fitou firmemente o namorado.Ele parecia viver um dilema.
-Me conta o que está havendo...
-É que...-ele iniciou inseguro-Eu to pensando em fazer um intercâmbio nos Estados Unidos.
Aline mordiscou o sanduíche que tinha em mãos e perguntou,receosa de ouvir a resposta:
-E de quanto tempo é o intercâmbio?
Rick baixou o olhar,um pouco relutante em falar,mas respondeu:
-1 ano.
Aline tentou esconder o desconcerto diante da resposta que ouvira. Não sabia bem o que pensar.Não sabia se apoiava,ou se posicionava-se contra.Se falava ou se continuava calada.Se sorria,mesmo que sem graça, ou se chorava.
-Um ano...-ela repetiu.
-É muito tempo né?
-É...
Rick se aproximou da namorada e pegou sua mão.
-Mas ainda não decidi nada.
-Mas tá balançado pra ir,não tá?
Rick deu um sorriso.
“O que é isso,Aline?Não seja tão egoísta”-a menina disse a si mesma- “O Rick não é propriedade sua.”
-Bem,como eu já disse,não decidi ainda.Mas quero que saiba que sua opinião é importante pra mim,e preciso dela pra me decidir.
A garota ponderou um pouco e chegou à conclusão que a decisão de Rick poderia estar em suas mãos.Mas será mesmo que ele abriria mão de uma oportunidade como essa apenas para satisfazer um desejo seu?
O intervalo terminou e Aline voltou à sua classe.Ainda se sentia desconcertada,e receosa pelo que ouvira o namorado falar.
As aulas passaram como se fossem uma eternidade,e ao término saiu rapidamente e foi se refugiar no quarto da República.Vivian demorou um pouco a chegar,e quando apareceu,logo percebeu que havia algo acontecendo com a amiga.
-Aconteceu alguma coisa?
-Aconteceu...
Vivian se aproximou da cama onde Aline estava sentada,e sentou ao seu lado.
-O que aconteceu?
Aline respirou fundo,e respondeu,com a voz embargada:
-Acho que o Rick vai passar um ano fora.
Vivian não entendeu.
-Por quê?
-Ele tá pensando em fazer um intercâmbio nos Estados Unidos durante 1 ano.
-E é por isso que você tá assim?
-Você acha pouco?
-Não,eu não acho pouco.Só acho que você não deveria ficar assim.Ele não vai embora pra sempre.
-Eu sei,mas um ano é muita coisa,você não acha?
-Acho.Mas pra quem ama,qualquer sacrifício vale a pena.
Aline olhou para a amiga,um pouco surpresa com as suas palavras.
-Você falando isso...
-O que é que tem?Eu nunca amei ninguém,mas to acostumada a ouvir essa frase,e chego a acreditar que ela faz sentido...
-É,acho que sim.
Vivian pôs a mão no ombro da amiga e aconselhou:
-Olha,eu sei que é difícil,mas você tem que entender que essa pode ser uma oportunidade única pra ele.Você não pode querer impedir isso.
-Você tem razão-Aline concordou,limpando algumas lágrimas que haviam saído sem querer-Eu preciso apoiá-lo e de maneira nenhuma posso querer impedir o sucesso dele.
-Isso aí.Seja forte,Aline.Seja firme,seja madura.A vida nos traz situações difíceis,mas que precisam ser resolvidas com precisão e firmeza.
Aline percebeu que Vivian estava totalmente certa.Mas era fácil falar quando se está fora do problema.Se fosse ela quem estivesse vivenciando o fato,será que teria a mesma atitude e visão?Não importava...O que importava realmente era que ela tinha razão.Precisava agir com firmeza,e fosse qual fosse as conseqüências,deveria confiar que Deus estava no controle de todas as coisas.
No dia seguinte,no horário do intervalo,ela já se encontrava com a opinião formada e iria agir com firmeza.Precisava enfrentar a situação.
Rick chegou à mesa onde se encontrava a namorada e sentou. Começou a lanchar em silêncio; Aline ficou a observá-lo,e a imaginar se ele por si mesmo já tinha tomado sua decisão ou se apenas estava esperando que ela manifestasse sua opinião.O rapaz olhou para ela,como se estivesse adivinhando que ela tinha algo a falar,e antes que perguntasse alguma coisa,ela tomou a iniciativa.
-Rick,preciso te falar sobre a minha opinião sobre aquele assunto do intercâmbio...
Rick olhou para a namorada com expressão curiosa.
-Pode falar.
Aline “limpou” a garganta pra falar,e iniciou:
-Eu sou a favor de que você vá para os Estados Unidos.Apesar de não achar essa situação confortável,eu entendo que você deva correr atrás dos seus objetivos,e quanto a isso,não quero ser um impedimento.Então,se você decidir ir,vou apoiar.
Rick não pareceu surpreso com a afirmação da namorada,e disse,com um sorriso:
-No fundo eu sabia que essa seria sua resposta.Mas quero que saiba que ainda não tá tudo decidido.Mas sua opinião vai ser levada em conta na minha decisão final.
Aline tinha certeza de que estava fazendo a coisa certa.Mas devia admitir que se arrependera um pouco de ter deixado claro que apoiava a ida de Rick para os Estados Unidos.E se ele fosse mesmo?
A garota passou os dias seguintes pensando nessa possibilidade.Rick ainda não havia dado a sentença final,mas ela estava se preparando para esse momento.Sabia que teria alguns meses pela frente para se acostumar com a ausência do namorado,caso ele decidisse ir,e não deixava que a esperança de que ele pudesse ficar tomasse conta do seu coração,pois sabia que poderia se decepcionar.
Certo dia,em um fim de semana em que estava em casa,Rick apareceu para visitá-la,à noite.A garota desceu as escadas em direção à sala e o encontrou sentado no sofá,à sua espera.Ele tinha uma expressão um tanto triste no rosto,e quando a viu,se levantou e a abraçou firmemente.Aline logo percebeu que havia alguma coisa,e esperou que ele se manifestasse.O rapaz fitou diretamente os seus olhos,e disse,em tom triste e ao mesmo tempo firme:
-Eu decidi ir.

Esse é o fim da 3ª parte da estória.Ainda faltam mais duas partes para o desfecho de tudo,e desde já quero avisar que o enredo vai ficar mais acelerado e provavelmente mais emocionante.Vocês devem concordar comigo que a vida nos traz situações adversas,mas que tudo está no controle de Deus e que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam o amam.Às vezes tem que acontecer coisas ruins e incômodas conosco para nos fazer amadurecer.E é isso que vai começar a acontecer com a Aline de agora em diante.
Não sei se sábado já postarei o 1º capítulo da 4ª parte,mas caso isso não acontecer,quarta que vem eu posto.Fiquem ligados!
Beijos a todos os leitores de "Aline"!

3 comentários:

  1. Oi, até revi as postagens mais antigas do blog, pois não lembrava que já tinha chegado à 3ª parte. Também, sou um blogueiro de plantão que lê tantas estórias em blog que até se perde. Um bom gancho pra continuação, só achei que poderia haver um pouco mais de diálogo entre os dois. Porém, já vipartes de estórias que continuam acabarem semelhantes.

    ResponderExcluir
  2. Paz,


    Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus continue lhe abençoando poderosamente.

    Estou seguindo o vosso blog.

    Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

    http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

    Siga-nos também.

    Fica com Deus.
    Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.

    ResponderExcluir
  3. Ah, tadinha da Aline... Ficar um ano sem o namorado super fofo não vai ser fácil.
    Mas tomara que esse ano passe bem rapidinho, rsrsrs.

    Bjos

    ResponderExcluir